Parece cidade do interior

Junte-se os elementos desse dramalhão. Um bando de fanáticos por uma modalidade esportiva esperam para comprar ingressos para uma partida a ocorrer numa famosa arena.

De repente, os organizadores alegaram não haver ingressos suficientes para os torcedores rubro-negros, já que o Clube de Regatas Flamengo é um dos times mais populares do Rio de Janeiro e justamente era o time da casa, a enfrentar o Santos Futebol Clube, no próximo domingo.

Irritado, um grupo de vândalos decidiu derrubar as grades que delimitavam as filas, a incendiar as bilheterias e derrubar os computadores e outros objetos existentes. As bilheterias tiveram que ser fechadas.

Parece cidade do interior, com venda de ingressos que mais parece de rodeio do interior. Não arrumaram ingressos que incluíssem justamente os da superpopulosa torcida do Flamengo. Paciência, a Rede Globo e a Confederação Brasileira de Futebol mandam no Rio de Janeiro, promovem o futebol como se fosse a maior religião do universo e assim os times cariocas têm um número descomunal de torcedores. 

Além do mais, com uma tradição de escolas em greve - parece efeméride anual, mas é protesto anual contra falta de recursos para a Educação - e uma mídia "popular" que "educa" os cidadãos através da truculência de programas policialescos, logicamente aparecem vândalos fazendo quebra-quebra que é a única forma que suas ignorâncias permitem para protestar contra alguma coisa.

De um lado, um estoque de ingressos com quantidade para rodeios de cidades interioranas. De outro, vândalos que só protestam contra certos problemas através da destruição de bens e na agressão a pessoas que odeiam. Como o Rio de Janeiro virou roça!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político