Prateleira de frios e de laticínios está vazia

O desabastecimento anda solto de vez em quando nos supermercados do Grande Rio.

É porque o Rio de Janeiro anda muito provinciano, mais parecendo roça do interior.

Isso porque o Rio de Janeiro está dentro de uma zona central de grandes fornecedores e de uma diversidade de fabricantes e distribuidores de produtos.

Só que, de vez em quando, muitos produtos acabam faltando nas prateleiras, já que a boa demanda dos mesmos não faz nossos gerentes terem a logística necessária para repor regularmente os produtos.

E, no caso dos laticínios, muita coisa falta para a alimentação básica das pessoas, sobretudo no café da manhã.

Das bebidas lácteas, só sobram aquelas básicas de morango que não chegam a ter um litro mas têm um preço que daria mais para três litros.

Mas os cariocas "mais bovinos" nem se preocupam com isso.

Para eles, basta que cerveja não falte, e até agora não lhes faltou. E olha que eles gostam de cerveja com sabor qualquer nota: uma espécie de mistura espumada de urina com remédio de dipirona.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político