Imagine se fosse com "alimentadoras"

Isso é que dá um sistema de ônibus em que diferentes empresas têm a mesma pintura e as autoridades fazem o que bem entendem com as linhas e os serviços, mandando demais e fiscalizando menos.

Pois esse mesmo grupo político que promete "transparência" no sistema de ônibus com aparelhinhos GPS. algo que se compara a medir o caráter de cada pessoa botando anteninhas em suas cabeças, o autoritário PMDB carioca, é o mesmo que deixa o Rio de Janeiro sucumbir à insegurança e ao medo.

Pois um ônibus da... (Que empresa mesmo? Verdun? Acari? Matias? Vila Real? Ah, City Rio! Muito obrigado, caro leitor!), do consórcio Internorte, foi sequestrado por dez ladrões que mandavam o motorista parar nos pontos para os bandidos realizarem os arrastões.

Os passageiros ficaram com medo e, por sorte, policiais interceptaram o veículo e prenderam alguns suspeitos. Isso ocorreu na noite de ontem com o ônibus fazendo o percurso de Copacabana para Olaria, com os bandidos já embarcando no bairro da Zona Sul.

Imagine então se as autoridades tivessem rachando a linha em duas "alimentadoras", como fizeram com várias linhas tradicionais como 465 Cascadura / Gávea, 676 Méier / Penha, 910 Bananal  Madureira e 952 Penha / Praça Seca? Seria um horror!

Um ramal similar ao da linha 121 Central / Copacabana, geralmente de demanda mais "comportada", seria afetada por esse lamentável episódio, um transtorno que as "sábias" autoridades que pensam a cidadania e a mobilidade urbana através do Photoshop, Power Point e The Sims, desconhecem.

Para eles, pouco importa o que ocorre nas ruas. Quem fala da realidade das ruas é só um Zé Ruela. Mas se não fosse a dupla função motorista-cobrador, por exemplo, a tragédia do ônibus da Paranapuan, há dois anos atrás, não teria acontecido. E a Paranapuan é que paga, com linhas tiradas de suas mãos e operadas até por empresas do consórcio Intersul (!).

O sistema de ônibus do Rio de Janeiro está um caos. A política carioca é autoritária, corrupta e ineficiente. Seus políticos só sabem falar que vão fazer alguma coisa, que têm muitos projetos e blablablá. Fazer, que é bom, nada. E o povo carioca vivendo nessa cidade sem lei...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca