Inventaram o tal Baile das Patricinhas


Rola nas cidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro o tal Baile das Patricinhas, uma espécie de festa popularesca que, em tese, é aberta para moças mais "arrojadas".

Como é de praxe em muitos desses eventos, despeja-se o pior do lixo musical, dando ênfase a funqueiros ("funkeiros", para facilitar a busca do Google) e nomes do "pagode romântico" que ainda não se destacaram na Rede Globo de Televisão.

Ficamos imaginando o que esses "tão pobres" empresários do entretenimento, que usam o dinheiro da Lei Rouanet para comprar latifúndios nos arredores de Miracema para mais ao Norte deste Estado, ofereceriam para a festa dos 20 anos de As Patricinhas de Beverly Hills (Clueless).

Viríamos a Cher (Alicia Silverstone) gritando de desespero, lançando o bordão "Como se...", como se estivesse reclamando de estar sendo comparada a uma idiota, depois de ver que os "mais talentosos" desses intérpretes têm a desenvoltura postiça dos calouros de reality shows musicais.

A Dionne (Stacey Dash), ainda aprendiz de motorista, pegaria um furgão para fugir imediatamente do local do evento, levando junto uma Tai Frasier (Brittany Murphy) com o apetite de fuga da Mary Walsh de Busca Alucinante (Abandoned).

Baile das Patricinhas? Como se...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político