A moda é "otimizar"?

Foi realizada ontem na Câmara dos Deputados uma cerimônia que premiou algumas figuras políticas destacadas por suas atividades de grande porte. Mas estranha a inclusão de certas figurinhas.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, não conseguiu segurar o abastecimento de água e foi premiado por promover a "universalização" dos recursos hídricos.

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, causou o caos e a desordem no Rio de Janeiro, em todos os sentidos, e foi premiado por promover a governabilidade e o progresso (?!) na (ex-)Cidade Maravilhosa.

O ex-prefeito de Curitiba, Jaime Lerner - que poucos esqueceram ter sido um figurão da ditadura militar - destruiu o sistema de ônibus no Brasil e foi premiado por promover a tal da mobilidade urbana que é feita para "fechar o trânsito", literalmente falando.

A casa é presidida por Eduardo Cunha, deputado do PMDB carioca, o mesmo do xará Paes, que também quer destruir o Brasil eliminando conquistas sociais tradicionais e foi denunciado por um delator que disse que o chefe da casa legislativa dava palavra final nas indicações de corruptos na Petrobras. Havia sido premiado pelo voto de fé dado por seus eleitores carneirinhos.

Vai ver que esses quatro foram premiados pelo novo sentido de "otimizar" dado pelo secretário de Transportes da Prefeitura do Rio de Janeiro. Talvez "otimizar" ganhou o sentido de destruir...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo