Ônibus começam a faltar no Rio. Mas sobram comerciais de carro na TV


Hoje a tesoura da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) agiu novamente em mais outras linhas de ônibus cariocas, ampliando a dificuldade de acesso do povo da Zona Norte à Zona Sul.

Rafael Picciani disse que a operação é para "otimizar" o sistema de ônibus na outrora conhecida como Cidade Maravilhosa.

Também pudera. Vejam quem é o mestre político do secretário Picciani: Eduardo Cunha!! Será que ele também serve para "otimizar" a vida dos brasileiros?

Pois se Rafael Picciani, no seu autismo tecnocrático, acredita que tudo vai melhorar com menos ônibus nas ruas, faz sentido sua ligação com o guru que queria precarizar o mercado de trabalho no país.

Só que, com menos ônibus nas ruas, mais automóveis. E ainda mais quando sobram comerciais de automóvel de sobrepondo nos intervalos de televisão.

Na manhã de ontem, só no programa Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão, um único intervalo mostrou dois comerciais de automóvel quase seguidos, só interrompidos por um de outro produto. Um comercial do Hyundai e outro da Volkswagen quase se atropelaram no mesmo módulo publicitário.

E aí a pessoa que toma o café-da-manhã vai achar que vida é comprar automóvel e ir a uma concessionária gastar seu parco dinheiro num carrão da moda. E é isso que enche mais as ruas, e, com a redução das frotas de ônibus em circulação, serão mais e mais carros rodando e causando os já imensos congestionamentos do trânsito carioca.

Realmente, confirmamos: essas mudanças nas linhas de ônibus cariocas são realmente de fechar o trânsito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca