Cariocas vivem atrasados no tempo

Na madrugada do último domingo, uma briga de um vendedor de gelo contra um grupo que fazia um luau resultou no linchamento que matou o suposto agressor.

Foi na altura de Ipanema. O luau acontecia na Praia do Arpoador (entre Copacabana e Ipanema) e a agressão se deu na Rua Gomes Carneiro, próximo a um supermercado. O vendedor acabou sendo morto por um grupo de cerca de dez pessoas.

A versão oficial é que o vendedor deu em cima numa mulher, outros membros protestaram, incluindo o marido da assediada, o vendedor brigou com uma mulher, depois pegou uma barra de ferro e aí o grupo chamou outras pessoas para lincharem o rapaz até a morte. A polícia investiga o caso.

A julgar por episódios assim, os cariocas vivem atrasados no tempo. Se os internautas, em boa parte carioca (o resto era paulista), que fizeram trolagem com Taís Araújo, pareciam ainda viver nos tempos dos engenhos do Segundo Império (século XIX), os envolvidos na discussão pararam em algum momento da pré-história.

Depois a gente divulga que o Rio de Janeiro passa por grandes retrocessos e ninguém gosta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político