Eles gostam de futebol, sim. Até demais!

Na última quinta-feira, 26, no horário da noite, uma briga ocorreu no conhecido trecho entre a Av. Sete de Setembro e a Rua Gavião Peixoto, no bairro de Icaraí, Niterói, próximo a Av. Ari Parreiras.

Torcedores do Vasco da Gama e do Flamengo se enfrentaram com paus e outros objetos por puro ato de violência, aliás, de puro trogloditismo. Uma pessoa chegou a ser baleada, mas sobreviveu. E a "boa sociedade" do Grande Rio acreditando que a região metropolitana que envolve a ex-Cidade Maravilhosa mantém o glamour intato. Vá ver...

A mídia esportiva adora definir esses episódios como atos de "quem não gosta de futebol". Isso é um grande equívoco e pura falta de lógica. Afinal, se alguém não gosta de futebol, ele não iria perder tempo brigando e agredindo os outros, não é mesmo? Ele ficaria em casa, com outras coisas para fazer.

Portanto, esses brutamontes que se enfrentaram em Icaraí gostam muito de futebol. E gostam mesmo. Só que gostam até demais, a ponto de dizer que só o seu time de coração presta. E, juntando isso ao espírito de intolerância que contagia uma parcela de cariocas e fluminenses, dá nesses atos de pura violência e extrema brutalidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca