Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2015

Comércio da SAARA continua pegando fogo. No pior sentido

Lamentável, lamentável, lamentável. O comércio da SAARA (Sociedade de Amigos da Rua de Alfândega e Adjacências), no centro velho do Rio de Janeiro, não para de pegar fogo, no pior sentido da palavra.
Mais um incêndio aconteceu no comércio, desta vez uma loja de sapatos localizada na Rua Senhor dos Passos, entre a Av. Passos e a Rua Regente Feijó. O fogo foi espalhado com o contato com material de plástico estocado na loja. Uma grande nuvem de fumaça atingiu o céu e o incêndio, iniciado às nove horas da manhã de hoje, começou a ser combatido por bombeiros que chegaram quarenta minutos depois.
Felizmente lojas vizinhas não foram atingidas, mas o lugar foi interditado para o trabalho dos bombeiros. Vários incêndios aconteceram no entorno da SAARA nos últimos tempos. Tudo por conta do descaso das autoridades em investir na melhoria da estrutura dos estabelecimentos, considerados velhos e sem manutenção e dotados de fiação elétrica irregular.
Não bastasse isso, ainda há a insegurança. Um …

Carro da PM fica pendurado no calcadão do Arpoador

Uma viatura da PM realizou uma manobra errada e quase despencou de um calçadão na praia do Arpoador, localizada entre Ipanema e Copacabana, na Zona Sul carioca.
O carro era responsável pelo policiamento nos arredores. O incidente ocorreu na manhã de hoje. O local foi isolado e o carro do reboque chegou minutos depois. Ninguém saiu ferido.
Pelo menos uma coisa é certa. Com tanta coisa desandando e desgovernada neste Rio de Carneiro, um carro fazer uma manobra dessas é um fato menor. O grande problema é que ele poderá virar piada no WhatsApp da gente bovina carioca. Se fosse um ônibus de um time carioca, o pessoal ficaria mais aflito. Mas como não é ônibus de jogadores de futebol, o pessoal deve achar engraçado. Daí a nossa preocupação.

Chico Buarque e a intolerância carioca

Cariocas são em sua maioria, intolerantes. Majoritariamente elitistas, se acham legisladores da cultura brasileira e gostam de ficar tentando padronizar os gostos, pensamentos e atitudes de quem convive com eles. tente agir de forma diferente e tome ofensa!
Mas para que este lado triste e desconhecido do povo carioca apareça, é preciso que pessoas formadoras de opinião sejam vitimas em episódios de intolerância para que todos possam saber que cariocas não são apenas alegria, calor e carnaval.
Chico Buarque foi vitima recente da intolerância carioca. Como os cariocas são em maioria elitistas, é esperado que defendam convicções politicas que estejam de acordo com os interesses das elites. mas Chico Buarque não compactua com interesses das elites, mesmo sendo filho de uma família tradicional.
Chico Buarque, filho do famoso historiador Sérgio Buarque de Hollanda, estava no Leblon em seu cotidiano quando foi xingado por um grupo de jovens bem vestidos visivelmente ociosos e com pose arrog…

O carioca e a "preguiça baiana"

O carioca vai para a Bahia e encontra um baiano deitado em uma rede, descansando. Acostumado com a fama que a grande mídia trabalha do "baiano preguiçoso", o carioca desaba numa gargalhada histérica.
- Olha só o baiano! Só vive deitado, brou! - graceja o carioca, de maneira descontrolada e quase sem poder falar.
O carioca explode em risos, com algumas palavras soltas como "Olhe só o malandro...", "Na moral...", "O cara vive com sono...", "Até bicho preguiça dá duro na vida...", "É mermão...", enquanto o baiano observa quieto o carioca rindo feito hiena no cio.
Num certo momento, o carioca para de rir por ficar cansado de tanta gargalhada, mas mantém o sorriso bobo na cara, ainda que quieto. Foi aí que o baiano, indignado, começa a reagir:
- Por que você está rindo de mim? - pergunta o baiano.
- Cara, você só vive deitado! Você só deita na rede e deixa a vida passar. Que diabo de vida é essa que você vive, brou? Na moral! 
- …

Topa Tudo por Dinheiro

Políticos do PMDB carioca resolveram "romper" com Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados que está sendo investigado por corrupção. Vendo que o precioso anel está apertando demais os dedos, resolveram mudar de postura.
Eduardo Paes, Luiz Fernando Pezão, a famiglia Picciani - Jorge Picciani, presidente da ALERJ, Leonardo Picciani, deputado federal que quer retomar a liderança do PMDB na Câmara, e Rafael Picciani, secretário de Transportes da prefeitura carioca - , entre outros, passaram a puxar o saco de Dilma Rousseff, quando antes eles eram potenciais opositores a ela. E Eduardo Paes, político de origem tucana, é o que mais está bajulando a presidenta.
Isso tem uma razão muito simples. Dinheiro. Os políticos do PMDB carioca, que são autoritários e nada progressistas, arrasaram com o Estado do Rio de Janeiro, deixando-o falido, e por isso agora querem puxar o saco da Dilma visando obter verbas federais para "resolver" os estragos que fizeram. E agora se …

Antena 1 voltou ao ar no dial FM do RJ honrando sua história

Depois de anos aguentando o tormento brega da Nativa FM - que nem comprando sintonias em estabelecimentos comerciais conseguiu bom desempenho no Ibope - , a Antena 1 Lite FM voltou ao ar, para a alegria de seus fãs que durante muito tempo ficaram órfãos de sua programação, apesar dela ter sido disponível na Internet e haver a sua similar paulista.
A Antena 1 mostra que não basta uma rádio retomar um antigo nome, comercialmente consagrado, pois de que adianta voltar o velho nome se sua história continua esquecida e renegada.
É claro que a Antena 1 surgiu pop como a Rádio Cidade de 1977, com locutores mais animados (tinha até o Paulo Cintura, depois famoso pelo bordão "Saúde é o que interessa, o resto não tem pressa" na Escolinha do Professor Raimundo), repertório mais juvenil e tudo o mais. A emissora ainda fez história com o personagem Piu-Piu de Marapendi, hilária criação do locutor Romilson Luiz, até hoje na ativa (não confundir com "Nativa").
Mas as mudanças ad…

Esta foto do Rio de Janeiro está totalmente a cores

Veja esta foto do Rio de Janeiro. Ela está completamente a cores. 
Sim, isso mesmo. É o que você está vendo. Esta foto está colorida, com todos os tons de azul, verde, vermelho, branco, bege, amarelo e tudo o mais que você imaginar.
O grande problema é que o Rio de Janeiro parece preto e branco - quer dizer, nem branco, mas cinza - porque a cidade anda muito poluída (segundo os especialistas, superou até São Paulo) e o pessoal anda fumando cigarro adoidado. Daí que o que vemos é o Rio de Janeiro coberto por uma nuvem de fumaça.

Acidente de ônibus no RJ mata cinco pessoas

Ontem, domingo dia 13, no começo da tarde, um grave acidente aconteceu na altura da Freguesia, região de Jacarepaguá, na Linha Amarela (rodovia que liga o Fundão à Barra da Tijuca).
Um ônibus da Transportes Futuro, mascarada pela pintura padronizada do consórcio Transcarioca, bateu em um muro no túnel da Freguesia, causando cinco mortes e vários feridos.
Certo que o motorista causou o acidente, na sua tentativa de acelerar o ônibus e não perder tempo. Mas não seria isso resultante do trabalho opressivo que a Secretaria Municipal de Transportes, desde 2010 dotada de poderes concentrados, impõe aos rodoviários?
O que as autoridades irão dizer sobre esse acidente? Vão chorar lágrimas de crocodilo, que nem fizeram com os cinco jovens assassinados pela polícia, dias atrás? Ou vão dizer que as mortes dos passageiros são para "otimizar" a demanda, para diminuir o número de usuários de ônibus e garantir o grande fluxo de automóveis? O trânsito de carros é o que mais interessa para …

No RJ, futebol é regra de etiqueta

No Brasil, o futebol é uma obrigação social. No Rio de Janeiro mais ainda. Claro que ninguém vai assumir que o futebol e uma obrigação, pois isso faria com que o povo carioca fosse visto como antipático*. A ideia é que os que não curtem futebol é que sejam vistos como "antipáticos".
Mesmo assim a obrigatoriedade do gosto pelo futebol é escancarada a olhos vistos. Isso se deve porque o carioca, que adora padrões, praticamente só sabe se descontrair nas conversas usando o futebol como assunto (como se não existisse outro assunto para falar com  os amigos). Pouco importa se o futebol é um esporte controlado por bandidos e praticado por analfabetos. Para o "bem de todos" você deve escolher um dos 4 times mais bem sucedidos (Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo) e se dedicar à "seleção" em épocas de copa. Senão, nada feito, e é praticamente expulso do convívio social.
A obrigação do gosto pelo futebol é tão absoluta que todo mundo tem que colocar um time na…

Caetano Veloso mostra MPB no Parque Madureira. Mas ainda é pouco!

Um evento ligado aos direitos humanos será realizado, sob o patrocínio da Anistia Internacional, no Parque Madureira, Rio de Janeiro, aquela área que conta até com uma prainha artificialmente construída.
Entre as atrações, o único nome de ponta da MPB é Caetano Veloso, o conhecido tropicalista, que se apresentará no festival, com entrada gratuita. Ao lado dele, outras atrações menores, talvez não necessariamente bregas, mas de pouca expressividade para a música brasileira.
A ideia é bem intencionada, mas é muito pouco. Até agora, vieram apenas medalhões da MPB se apresentarem no Parque Madureira. Queríamos ver, se, caso não seja possível chamar um João Gilberto - que tem um temperamento difícil e talvez ache o Parque Madureira um local ridículo para seus concertos - , pelo menos a gente possa ver Roberto Menescal e Carlos Lyra tocando no lugar. Ainda que, por poucas horas, eles pudessem levar o clima praiano de Ipanema para a Zona Norte.

Rádio Cidade lidera audiência de...lojas de eletrodomésticos!!

A Rádio Cidade, aquela rádio do "rock de verdade" que faz radialismo rock de mentira - desde quando uma rádio de rock autêntica iria investir em locução "Rádio Disney", ainda que em jeitão mais zen, e em bobagens tipo Hora dos Perdidos e Rock Bola, não bastasse ainda o nome bobo de "Cidade"? - , está sendo ouvida por roqueirões da pesada, que aterrorizam a boa população da Barra da Tijuca com suas motos envenenadas e suas jaquetas de couro e pulseiras pontiagudas. certo?
Errado. Fora os flanelinhas náuticos, mauricinhos que se esqueceram de fazer barba ou ginástica e são entre franzinos e gorduchos, ou patricinhas simplesmente de mal com a vida só porque nasceram bonitinhas e desmioladas, e que até pouco tempo atrás gostavam de Zezé di Camargo & Luciano, Valesca Popozuda e Exaltasamba - não lembre eles desse passado, que eles não gostam - , nenhuma viva alma se atreve a chegar perto dos 102,9 mhz ou da URL "radiocidade.fm".
Pois o que se ob…

Faltou mais dinheiro

Que Vasco da Gama há tempos tem um futebol de segunda, isso é verdade. Também, o time do prefeito carioca Eduardo Paes e de seus parceiros Sérgio Cabral Filho e Carlos Roberto Osório só tinha que dar na volta á Série B.
O time até tentou dar a falsa impressão que voltou a ser dos grandes. Falsa impressão, em que a imprensa fazia muito mais barulho do que os jogadores as jogadas. E os dribles financeiros de Eurico Miranda, que voltou à presidência e "comprou" a volta à Série A, pagando adversários para não vencerem o time carioca, foram insuficientes. No último momento, o dinheiro faltou e aí não tinha mais aquela "bolada".
Francamente, o Vasco não deveria mesmo ter saído da Série B do Brasileirão. E, se agora querem mandar o Eurico Miranda para a Sibéria, Eduardo Paes e companhia poderiam ir junto. Se bem que o prefeito, fã de baldeação por ônibus, deveria pegar o avião para Barcelona e, daí, para a Sibéria, para pelo menos se sentir num serviço de transporte inte…

Jogo dos Sete Erros: Rádio Cidade

Muita gente anda deslumbrada com a atual fase da Rádio Cidade. É claro que, depois dos cariocas ouvirem uma overdose de "sertanejos" e funqueiros nos seus CDs e de lutarem para ver Chitãozinho & Xororó e Zezé di Camargo & Luciano rolando adoidado nos altos círculos jovens do Baixo Gávea, o pessoal agora posa de "roqueiro de verdade" apoiando uma rádio dessas que, sabemos, cometeu muitas gafes e erros. Destacamos os principais:
1) NOME DA RÁDIO - O nome Rádio Cidade é bobo para uma rádio de rock e nem tem relação com o segmento. Era o nome de uma rádio que surgiu tocando disco music no final dos anos 70, e nessa época o punk e o metal estavam fervendo nos palcos gringos. Além do mais, o nome é muito banal, existe uma centena de "Rádio Cidade" com perfis mais diversos.
2) TRAJETÓRIA - Como é que uma rádio vai comemorar 40 anos de existência renegando sua trajetória original? Na boa, ninguém é obrigado a ser roqueiro, não. Nem todo mundo que bajula …

Só a falta do senso do ridículo fortalece e legitima o "funk"

Autoridades e a mídia deram de apoiar a hegemonia daquilo que se convencionou a chamar de "funk", que nada tem a ver com o ritmo original, a não ser o fato de ter nascido nos bailes que tocavam o outro gênero. Acreditam os defensores que apoiar o "funk" seria uma forma de reconhecer a dignidade do povo pobre e dar a oportunidade de se expressar. Será?
A lógica e o bom senso mostram que isso não é verdade. Autoridades e mídia se aproveitam da péssima qualidade de educação que dão ao povo pobre para fazer uma grande confusão nas mentes dos pobres, já preocupados em sobreviver com uma quantidade bem reduzida de dinheiro. Para não desviar de nosso foco digo resumidamente que tudo nasce da confusão entre qualidade de vida e consumismo. A inversão de sentido entre entretenimento e cultura. 
Apesar de acusadas de elitistas e preconceituosas, as críticas ao "funk" são em sua maioria bastante sensatas. O minimo do senso do ridículo é suficiente para diagnosticar …

Receita da "boa sociedade" carioca para ser feliz no RJ

Tudo bem. Tem uma parcela de internautas que sente alergia por este blogue e não aguenta que falem que o Estado do Rio de Janeiro e, principalmente, a sua capital, estejam em decadência.
Essa parcela da sociedade, a "boa sociedade" carioca e fluminense que jura de pés juntos que só eles têm condição de ficar com a palavra final de tudo, quer que acreditemos que o Rio de Janeiro continua lindo e querem que a gente procure glamour até em glúteos siliconados de "mulher-fruta".
Vamos dar uma chance a essas pessoas, e vamos enumerar cinco dicas para se ser feliz no Rio de Janeiro. Vamos lá.
1) FAÇA SELFIES NAS MÍDIAS SOCIAIS DIANTE DE LUGARES TRANSADOS E OUTRAS PESSOAS
A ideia é você tirar fotos em lugares exóticos ou glamourosos, ainda que seja uma adega em Petrópolis ou um sítio em alguma cidade do Norte-Fluminense, já que nem todo mundo tem condições de ir para Paris, justamente agora, depois daquele massacre terrorista. Tire uma foto com você e alguns amigos, para …

Água estoura em Ipanema

A água estourou em Ipanema, com o estouro de uma tubulação no trecho da Av. Vieira Souto entre as ruas Maria Quitéria e Joana Angélica.
Por sorte, a tubulação estourou por volta de cinco e meia da manhã de ontem, num dia chuvoso, o que fez com que ninguém tivesse sido surpreendido pelo jato de água nem ferido pelas pedras portuguesas que foram jogadas com o impacto da água.
A poça d'água causou um congestionamento no trânsito que durou boa parte da manhã. Mas nada comparável com o que fizeram as mudanças nas linhas de ônibus para a Zona Sul, que causam congestionamentos ainda mais monstruosos, com a redução de ônibus em circulação que permite o aumento vertiginoso de automóveis nas ruas, favorecidos estes com a sobreposição de comerciais de carros que passam diariamente nas emissoras de TV.
Isso é um problema consequente do saneamento, mas a "boa sociedade" carioca, aquela que acha que até os traseiros das "mulheres-frutas" recuperarão o borogodó perdido dos c…