Topa Tudo por Dinheiro

Políticos do PMDB carioca resolveram "romper" com Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados que está sendo investigado por corrupção. Vendo que o precioso anel está apertando demais os dedos, resolveram mudar de postura.

Eduardo Paes, Luiz Fernando Pezão, a famiglia Picciani - Jorge Picciani, presidente da ALERJ, Leonardo Picciani, deputado federal que quer retomar a liderança do PMDB na Câmara, e Rafael Picciani, secretário de Transportes da prefeitura carioca - , entre outros, passaram a puxar o saco de Dilma Rousseff, quando antes eles eram potenciais opositores a ela. E Eduardo Paes, político de origem tucana, é o que mais está bajulando a presidenta.

Isso tem uma razão muito simples. Dinheiro. Os políticos do PMDB carioca, que são autoritários e nada progressistas, arrasaram com o Estado do Rio de Janeiro, deixando-o falido, e por isso agora querem puxar o saco da Dilma visando obter verbas federais para "resolver" os estragos que fizeram. E agora se voltam contra seus colegas Michel Temer, vice-presidente da República, e Eduardo Cunha como se Paes e sua turma fossem pessoas boazinhas, contrárias ao surto oposicionista dos dois. O que Paes e sua turma querem é apenas receber mais verbas federais. Só isso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político