Dança nas cadeiras cariocas: Aliado de Eduardo Paes pode virar tucano

Dança nas cadeiras do PMDB carioca. Não bastasse o rompimento do grupo de Eduardo Paes e Luiz Fernando Pezão com o deputado Eduardo Cunha, e a adesão tendenciosa da famiglia Picciani ao governo Dilma - claro, é a "mesada" para evitar que a "pobre família" arque com os prejuízos nos cofres públicos cariocas - , agora é Carlos Roberto Osório, até segunda ordem secretário estadual de Transportes, que pode sair do PMDB.

Aécio Neves, presidente nacional do PSDB, ex-governador mineiro e visitante constante do Rio de Janeiro, está com as relações estremecidas com o prefeito carioca Eduardo Paes. Mesmo assim, não querendo ter o inexpressivo Índio da Costa para ser candidato à prefeitura do Rio, Aécio convidou Carlos Roberto Osório para migrar para o PSDB e disputar o cargo.

Carlos Roberto Osório é ligado a dirigentes esportivos e ao Comitê Olímpico Brasileiro - cujo presidente Carlos Arthur Nuzman é odiado tanto por ser "cartola" como por ser marido da estonteante Márcia Peltier - e, como secretário municipal de Transportes da gestão Paes, fez a padronização visual dos ônibus executivos municipais do Rio, que ficaram com aquele visual enjoado de "creme dental de luxo". Era também ligado ao grupo dos Picciani.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Dois baianos bem cariocas

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca