Cientistas pedem para cancelar Olimpíadas no Rio de Janeiro

Os cientistas Arthur Caplan e Lee Igel, dos EUA, estão apelando para as autoridades do Rio de Janeiro cancelarem as Olimpíadas de 2016 por causa da epidemia do vírus Zyka, transmitido pelo mosquito aedes aegypti, o mesmo da dengue.

Segundo os especialistas, o Brasil é o país mais afetado pela epidemia de Zyka, o que causa medo e apreensão nos estrangeiros, que evitarão viajar para o país temendo infecção pelo mosquito.

Além disso, é notório que o descaso dos brasileiros, sobretudo nesse Rio de Janeiro bovino, de deixar terrenos baldios, lixo abandonado e outros focos de criação para o mosquito, criando verdadeiros condomínios habitacionais para o inseto, num país onde falta moradia para humanos.

Mas não são só os cientistas que querem o cancelamento das Olimpíadas. O povo talvez quisesse que os jogos olímpicos fossem cancelados visando a contenção de despesas e a prevenção, no caso dos esportes de vela, de infecção pelo germes da poluidíssima Baía da Guanabara. Dias atrás, o apresentador da rede ESPN estadunidense, Mike Greenberg, irritado com a demissão de uma autoridade olímpica por ter sugerido transferir os jogos da Baía da Guanabara para Búzios, sugeriu para as autoridades políticas e olímpicas do Rio de Janeiro nadarem nas águas poluídas que banham a ex-Cidade Maravilhosa, a vizinha Niterói e outros municípios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca