Violência mata hispano-americanos no Rio de Janeiro

Um professor peruano e uma turista argentina foram mortos por conta da violência no Rio de Janeiro.

Na madrugada de hoje, na Praia de Copacabana, a jovem Pamela Bianca, de 24 anos, foi esfaqueada por um dos dois bandidos que renderam a moça e duas amigas brasileiras. A moça chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

As duas amigas resolveram chamar a polícia que, depois de cercarem os dois bandidos - um de 22, outro de 32 - conseguiu prendê-los.

Já na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, o professor peruano radicado há três décadas no Rio de Janeiro, Carlos Patrício Samanez, desaparecido há dias, teve seu corpo encontrado em uma vala no entorno do local. Ele teria sido morto por ladrões quando o acadêmico, que dava aulas na PUC-Rio, saiu de carro para fazer uma caminhada acompanhado de um cachorro. O caso está sob investigação da polícia.

Mas como a violência do Rio de Janeiro, segundo o prefeito Eduardo Paes, não é tema olímpico e a "boa sociedade" acha que é apenas um fato natural da modernidade urbana carioca, vamos ver o próximo vídeo divertido no WhatsApp...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político