Funqueiros tratam com desdém morte de Naná Vasconcelos

Funqueiros encaram com desprezo o falecimento, por câncer, há dois dias, do músico pernambucano Naná Vasconcelos.

Nascisistas, os funqueiros acham que têm a batida melhor do que toda a percussão que o pernambucano tocou em sua carreira.

Acham que Naná Vasconcelos era academicista e, por isso, muito indigesto para pessoas que só querem "descer até o chão".

Além do mais, os funqueiros devem achar Naná Vasconcelos erudito demais com sua "cultura da periferia" montada pela Rede Globo.

Os funqueiros acham que só o tamborzão e aquele efeito vocal "tchá-tchu-tchá" é que valem como ritmo e batida.

Os funqueiros se acham os "sábios".

É o cenário de imbecilização cultural que vivemos. Talvez Naná tenha ido embora, por estar envergonhado com a "cultura" que hoje ignora seus verdadeiros mestres.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político