Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Sucessor de David Letterman diz que Rio 2016 "pode ser catastrófico"

Imagem
O sucessor de David Letterman na apresentação do The Late Show, um dos programas da TV estadunidense mais vistos naquele país e no restante do mundo, Stephen Colbert, fez uma declaração que com certeza desagrada os cariocas cada vez acomodados com os próprios problemas.

Ele declarou que os Jogos Olímpicos Rio 2016, ou as Olimpíadas do Rio de Janeiro de 2016 (é para facilitar a busca do Google), "poderão ser catastróficos".


"Estou empolgado para os Jogos do Rio. Faltam menos de dois meses… ou nunca. Ainda ontem, o governador do Rio de Janeiro avisou: ‘Os Jogos Olímpicos poderão ser um grande fracasso’. Na verdade é uma melhoria, porque antes parecia ser uma enorme catástrofe. Os Jogos Olímpicos estão em reais apuros: muitos dos locais ainda não estão acabados, possivelmente porque mais de 10 bilhões de dólares em contratos de construção foram para somente cinco empresas, os quais já estão sob investigação por fixação de preços e propinas, o que já levou a altos executivo…

O mal de muitos cariocas é ver a tragédia dos outros como ficção

Imagem
Nem deu uma semana em que o hospital Sousa Aguiar, no centro do Rio de Janeiro, foi invadido por assaltantes para resgatar um bandido internado, um tal de "Fat Family", a violência que andou matando PMs e cidadãos inocentes, seja por assassinato, seja por bala perdida, fez mais uma vítima.
Nas 19 horas de ontem, a dermatologista Gisele Palhares Gouveia, de 34 anos, que trabalhava em Nova Iguaçu, foi morta numa tentativa de assalto num trecho da Linha Vermelha, em Duque de Caxias.

Ainda na noite de sábado, o tenente da PM, Denilson Teodoro de Souza, de 48 anos, também foi assassinado numa tentativa de assalto, não muito longe do local onde a médica foi morta. Denilson foi assassinado numa rua da Pavuna, por assaltantes. Ele era da equipe de segurança do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que na sua equipe governamental conta com o "super-xerife" José Mariano Beltrame.
São mais tragédias matando inocentes, muitos deles ainda jovens. E aí chegam aqueles carioc…

As causas e os culpados pela crise no Rio de Janeiro

Imagem
Ontem, o governador em exercício Francisco Dornelles decertou Estado de Calamidade Pública no caráter financeiro, devido a crise que se alastra no estado do Rio de Janeiro. A população claro, está indignada. E esta preocupação leva quase todos a correr atrás das causas e dos responsáveis. Afinal, como e porque o Rio entrou em crise?
É preciso analisar os fatos com frieza e sem exaltação emotiva. Não estamos na hora de escolher inimigos ou amigos e sim tentar entender como a crise começou e a partir daí procurar uma solução. Colocar responsáveis na cadeia é bastante simplório, pois sabemos que nas ruas ou na prisão os culpados continuarão os mesmos. A única punição realmente eficiente é a que prejudica o patrimônio e as finanças. Mas continuamos medievais, desejando resolver com prisão qualquer tipo de crime.
Possíveis causas e culpados
Apesar de eu não estar certo sobre os motivos que geraram esta crise, posso dar alguns palpites. É algo que observo pelo andar dos fatos, mas necessita…

Governo do Rio de Janeiro decreta estado de calamidade pública

Imagem
O governador em exercício do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, decretou "estado de calamidade pública", diante da grave crise econômica estadual.
Segundo o secretário de Fazenda do governo estadual, Júlio Bueno, está prevista para este ano um déficit avaliado em cerca de R$ 19 bilhões, um valor delicado já que a capital fluminense se prepara para realizar os Jogos Olímpicos daqui a dois meses.
Isso já mostra o que muitos cariocas tanto se esforçaram em ignorar: o Rio de Janeiro está em uma séria crise. Se bem que ela não é só econômica, vai além de algo que ameaça servidores, turistas, esportistas etc. É uma crise generalizada de valores.
Vamos ver se a "boa sociedade" vai novamente viver sua "felicidade" e seus "anos dourados" sossegadamente, jogando conversa fora ou brincando com o WhatsApp, diante de um anúncio destes, ou se algum engraçadinho vai fingir indignação e dizer, em tom de piada, "o Rio não tem jeito mesmo". Vejam o t…

Prefeitura ro RJ sempre inaugura obras com problemas

Imagem
Tinha que dar nisso nessa mobilidade urbana em que pessoas são obrigadas a pegar mais de um ônibus ou andar muitas léguas para o terminal de ônibus desejado, sem falar de que precisa dobrar a atenção para diferir uma empresa de ônibus da outra, por causa da ridícula medida da pintura padronizada, que permite até que empresas mudem de nome e razão social sem que a população saiba.
Nos últimos dias, tivemos duas inaugurações que apresentaram sérios problemas. Uma é a do serviço de VLT no Centro, que no último dia 06 apresentou problemas elétricos que fizeram enguiçar o transporte e forçaram a população a sair do veículo e fazer uma boa caminhada. Já no último dia 07, foi inaugurado o novo Viaduto do Joá, ligando a Gávea à Barra da Tijuca, que já apresentou, pelo menos, três buracos em seu entorno, obrigando motoristas a fazerem desvios ao longo do caminho.
Neste local, uma ciclovia inaugurada meses antes havia sido em parte destruída pelas ondas do mar, fazendo com que dois ciclistas c…

A incrível falta de repercussão sobre a decadência de Niterói

Imagem
Brasileiros além de definir tudo através de estereótipos, só tomam conhecimento de algo se ele é maciçamente divulgado pela mídia oficial. Quando a mídia não fala, todos seguem a sua vida como se nada estivesse acontecendo. Mesmo a olhos vistos.
Niterói está em franca decadência. Estagnado na fama de "IDH alto" e da "alto nível de qualidade de vida" que nunca aparece, a ex-capital fluminense segue num processo acelerado de decadência que infelizmente não gera repercussão entre as pessoas, ainda confiantes na fama consagrada e na crenças simplórias sobre a crise, que na verdade é resultante da ganância de políticos e mais ainda de empresários, que exigem em troca valores absurdamente irreais para investir na cidade.
A crise é mundial e sabe-se muito bem que é resultante da ganância político-empresarial. Há indícios bem fortes de que a crise é uma armação para servir de chantagem para que os interesses empresariais sejam atendidos pelos políticos. Mas como empresári…