Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2016

O Rio de Janeiro velho, poluído e atrasado

OBS: Não costumamos colocar textos alheios, mas a oportunidade nos obrigou a isso. Encontramos este texto na internet, que não é de nossa equipe, e achamos necessário colocar aqui pois ele faz um diagnóstico preciso sobre como está o Rio de Janeiro hoje. Leiam com muita atenção.
O Rio de Janeiro velho, poluído e atrasado
Por Senhor dos Aneis, Blog Data Limite, 27/09/2016
É preocupante a situação do Rio de Janeiro, com uma situação de extremo atraso social em todos os aspectos, sofrendo uma decadência vertiginosa que faz a ex-Cidade Maravilhosa e o Estado do qual é capital estar abaixo até mesmo dos atrasados Estados do Norte e Nordeste.
O mais preocupante é que essa grave situação não é percebida pelas próprias pessoas. Antes que a imprensa reportasse parte (e apenas parte) de sua decadência, como a criminalidade, os desastres urbanos (como as explosões de bueiros e as destruições de prédios históricos por incêndios ou desabamentos) e o colapso político-administrativo, os cariocas reag…

Segundo pesquisas, cerca de 40% dos cariocas não consideram o governo Temer ruim

Uma pesquisa feita pelo Ibope na região metropolitana do Rio de Janeiro mostra o que os cariocas, o povo mais influente do Brasil e que serve de modelo para costumes, gostos e ideais em todo o país, pensa sobre o governo Temer. 
A região metropolitana do Rio, por ser o centro cultural (celebridades em massa vivem aqui) e sede de algumas indústrias, há uma elite numerosa e influente, que dita os costumes e o modo de pensar de quem vive aqui e da elite do resto do país.
O resultado não foi surpreendente. Dos entrevistados, 1% classificaram o governo como ótimo. Para 7% das pessoas consultadas, a administração é boa; 32% a consideram regular; 14%, ruim; 32%, péssima; e 13% não souberam ou não responderam.
Se somarmos os bons, ótimos e regulares, que correspondem a uma relativa aprovação do governo Temer, teremos em torno de 40% de cariocas que não consideram ruim. Está acima dos que consideram péssima, 32% que empata com os que consideram regular. 
Mas não nos iludamos com os resultados…

Eduardo Cunha é cassado. Mas sua influência no governo poderá aumentar

O assunto desta semana com certeza foi a cassação do deputado Eduardo Cunha, que atualizou o estereótipo do malandro carioca. O povo carioca atual, em sua grande maioria, tem as mesmas características da personalidade de Cunha. 
Agora cassado, ele promete revelar os podres não somente de adversários mas também de aliados em um livro, se tornando um dolorido calo no governo Temer. Vários de seus aliados não agiram para livrá-lo da cassação.
Cunha, apesar de cassado, pode estar mais influente do que nunca. Suas pautas bomba já fazem parte do programa Ponte para o Futuro, que orientará o rumo do governo Temer que jurou que não vai cortar direitos através de leis, mas permitirá o predomínio do negociado sobre o legislado, que na prática vai de fato cortar muitos direitos, pois o empresariado brasileiro não tem o hábito de ceder.
Eduardo Cunha foi cassado, mas não antes de cumprir a sua "missão" de expulsar Dilma Rousseff do poder, sem um motivo que fosse justo, jogando no lixo …

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Já é consenso da maioria que o dia 31 de agosto de 2016 é um dos dias mais tristes da História brasileira. Já é o pior momento de 2016. Uma democracia conduzida por uma presidente sem culpa é derrubada por um bando de corruptos a serviço de um pequeno grupo de ricaços. Uma atitude que poderá custar as vidas de muitos brasileiros.
Mas os cariocas, em sua maioria elitistas, pareciam felizes com a deposição de Dilma. Desprovidos de altruísmo e de senso de humanidade, pouco estão se lixando se o governo que se instalou através de um golpe irá ou não prejudicar a população brasileira. A elite está tranquila. Caso o prejuízo a alcance, é só entrar em um avião e se mudar para a Europa ou para os EUA. Como os cariocas são o povo mais burro do Brasil na atualidade, o futebol sempre foi e será prioridade máxima para a população local.
É isso mesmo. Esta mesma elite, junto com a classe média e alguns pobres que a apoiaram, estavam todos, na noite do mesmo fatídico dia 31 preocupados com "c…

As semelhanças entre Carlos Lacerda e Eduardo Cunha

Diz a sabedoria que a História se repete como farsa. Pode ser. Para quem consegue enxergar a semelhança entre os tempos atuais e o começo da ditadura militar, é impossível olhar para Eduardo Cunha sem lembrar de Carlos Lacerda. cariocas, conservadores, com seus óclinhos e seu cinismo venenoso, ambos apoiadores ferrenho de regimes autoritários que se instalariam, para depois na hora H serem descartados pelos mesmos esquemas que eles apoiaram com fervor.
Ambos representam o novo perfil do carioca típico, direitista, cristão, conservador, preconceituoso e arrivista. Nada da fama que o carioca tentou exportar para o mundo de sujeito simpático, altruísta e alegremente malandro. A malandragem do novo carioca é outra: a de passar por cima dos outros para satisfazer interesses particulares.
Mas assim como Lacerda reconheceu tardiamente que a ditadura é ditadura, Cunha, que está afastado do cargo por denuncias de contas ilegais na Suíça, mas não antes de cumprir a "missão" de decret…