Terminada a Olimpíada, sistema de ônibus desiste de veículos de piso baixo

Parece que o retrocesso em que o país entra é muito maior do que se imagina. E também sabe-se agora a verdadeira cara do PMDB carioca, autoritário e excludente. Uma mentalidade capaz de criar a nefasta PEC 241 é capaz também de tomar a atitude alertada nesta postagem.

Acabamos de saber que vários ônibus de piso baixo estão sendo desativados no Rio sob a justificativa de que "não servem mais". Com o fim dos jogos olímpicos, meta única do PMDB carioca, a região metropolitana do RJ não precisa mais fantasiar de primeiro mundo pois não terá mais turistas em massa para serem enganados.

Carros de piso baixo são mais caros e difíceis de se manter. Não são como os ônibus convencionais que são chapas de alumínio coladas em cima de esqueletos, o que tornam mais baratos e fáceis de manutenção. A carroceria de piso baixo é mais complexa e exige motorização traseira e por isso sua aquisição e manutenção são mais caras.

As empresas 1001 e São Silvestre já colocaram seus veículos de piso baixo à disposição. Um claro desrespeito com os seres humanos pois o número de idosos e deficientes que necessitam desse tipo de ônibus é alto. O ideal é que todos os ônibus sem exceção tivessem piso baixo.

Os pisos baixos de Niterói ainda rodam, mas por influência da capital, é bem provável que quando passarem do prazo, sejam trocados pro ônibus convencionais. Já está confirmada a desistência do BHLS com a compra de ônibus convencionais para fazer a linha que inaugurará o túnel Charitas-Cafubá.

Os empresários de ônibus entendem que a obrigatoriedade do elevador para cadeirantes em todos os ônibus dispensa a existência de carros de tipos baixos. Para eles, quem tem dificuldade de andar que arrume uma cadeira de rodas. Como se toda a dificuldade de locomoção tivesse que ser resolvida desta maneira.

Nossa equipe lamenta muito a decisão e considera um retrocesso. Sinal evidente de que quem está no poder pouco está se importando com o bem estar alheio, embora esteja em uma situação de responsabilidade pelas vidas dos que habitam as localidades gerenciadas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo