Com Rio em crise, magistrados e promotores ganham mais que o teto permitido

O Rio de Janeiro está falido, seja financeiramente , seja moralmente. mas a vida de magistrados e promotores continua numa boa. Os representantes do Judiciário, graças a acréscimos, tem ganhos que ultrapassam o teto permitido. Incluindo o auxílio-moradia, tipo de encargo ausente nas profissões menos remuneradas (quando justamente deveria ser necessário). 

No Tribunal de Justiça, cerca de quase 100% dos magistrados ganharam, graças a acréscimos, acima dos cerca de 33 mil reais permitidos pela lei constitucional, feito com base nos ganhos dos juízes do STF, os maiores salários do serviço público. No Ministério Público Estadual, a situação é parecida.Conselheiros do TCE chegaram a ganhar o dobro do teto como vencimento bruto.

O fato é observado também nos poderes Executivo e Legislativo, com ganhos ainda maiores. As informações são do jornal O Globo (interessada em derrubar a política carioca) e publicadas em vários sites. Nenhum dos envolvidos se pronunciou a respeito do escândalo.

Resta saber se estes grandes cidadãos da lei e da gestão estadual estão realmente interessados em salvar o estado do Rio de Janeiro. Conhecendo a índole do povo, tão carioca quanto seus magistrados, promotores e políticos, a resposta certamente é não.

Mas é isso aí. Se Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo estiverem bem, o Rio de Janeiro pode afundar a vontade que os cariocas continuarão felizes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Insensibilidade do carioca tem a ver com o consumismo