Para combater crise, tome mais crise!

Mal saiu do tratamento de seu câncer, o governador do Rio resolve agravar o câncer do estado em que governa, com a desculpa de tentar resolvê-lo. Levando seu sobrenome ao pé da letra, resolve dar uma pezada nos cariocas e instaura a versão estadual da medonha PEC 241, a PEC da Morte.

Pezão anunciou medidas drásticas que poderão prejudicar muitas atividades essenciais no estado, sob a desculpa de economizar gastos, mas sem mexer no patrimônio dos habitantes mais ricos do estado. Lembrando que o Rio de Janeiro é o estado onde mora mais celebridades do cinema, TV, música e esporte, que poderiam muito bem largar seus supérfluos e contribuir para a recuperação do estado onde vivem.

Como ricos não pagam impostos, nem ajudam de outra forma, o jeito é apelar para a sangria. Secretarias essenciais como a Cultura e o Transporte, serão extintas e seus assuntos serão tratados respectivamente pelas secretarias de Ciência e de Infra-estrutura. Aposentados, que já não vivem muito bem, passarão a contribuir, consagrando a tradição do brasileiro de humilhar os idosos.

Até mesmo o Bilhete Único do transporte sofrerá reajuste, num sistema de transportes que só piora e que é excessivamente caro. Para se ter uma ideia, moradores de Niterói e do Rio de Janeiro, se quiserem ir e voltar para essas cidades, que são vizinhas, tem que possuir, atualmente , no mínimo 15 reais. 15 reais para ir e vir para uma cidade vizinha é um assalto à mão armada!

Trocando em miúdos, essa medida significa tentar resolver a crise com mais crise, algo comprovado como fracassado por economistas mais experientes. Isso mostra que para a direita, a melhor "solução" para resolver os problemas e criando mais problemas. Lógica estranha essa dos conservadores!

As medidas ainda serão votadas, com grandes chances de aprovação, visto o caráter conservador e elitista dos políticos brasileiros, muito mais interessados a agradar a imensa elite que vive embaixo das assas da classe dominada que as sustenta.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Espírito de Equipe

Comemoração por futebol em dia de Golpe mostra infantilidade do povo carioca

Prisão de Cunha é etapa de um jogo político